Polarização de idéias
06/12/2020 17:49 em CONHECIMENTO

Polarização de idéias

Olá

Hoje eu gostaria de fazer uma reflexão sobre o que vem acontecendo conosco no que diz respeito a opiniões.

A nossa sociedade vem sofrendo muito com a polarização de idéias em diversos assuntos.

Muitos de nós apresentam pontos de vista extremistas, julgamentos,embates e isso não faz muito sentido para mim.

Eu gostaria de entender a razão pela qual as pessoas tendem a achar que tudo na vida tem somente dois lados. E pior, nós sempre somos obrigados a escolher e defender um desses dois lados. A vida não é tão “preto e branco” assim, tudo tem várias nuances, assim como nos pontos de vista, podemos divergir sem ser Lado A ou Lado B. Sempre há um caminho do meio, sempre há uma alternativa.

Se eu não gosto, ou não concordo com A ou B, porque sou obrigada a tomar partido?

E a defender com unhas e dentes? O fato de eu não concordar, ou não gostar de A, não me faz automaticamente um defensor de B. E ainda há o fato de que quem não toma partido é chamado de “isentão”. Se isentar, é não expressar seu ponto de vista.

Porém, se eu expresso meu ponto de vista, que não seja favorável a nenhum dos dois lados ainda assim serei chamada de “isentona”. Não tomar partido de nenhum dos dois lados que nos é ofertado, é também expressar opinião. Uma opinião de uma pessoa que consegue ter seus olhos abertos, atentos, que consegue olhar criticamente para todos os lados e escolher uma outra opção, ou não escolher nenhuma se assim não lhe aprouver.

Analisemos a analogia do “ficar em cima do muro”.

- Se eu fico em cima de um muro (fisicamente falando), eu tenho um campo de visão maior, mais abrangente. Consigo olhar dos dois lados desse muro e um pouco além do horizonte. Consigo ter um senso crítico mais apurado e, talvez até, mais justo.

Porém, no momento em que decido descer desse muro, me encontro numa condição diferente. Minha visibilidade fica limitada, pelo muro – que se torna um obstáculo e o alcance no horizonte fica bem menor. Pensando dessa forma, dá para notar o quanto escolher um lado pode ser um passo em falso em algumas situações.

Precisamos aprender a analisar de forma sempre mais abrangente, pois todos os lados podem conter pontos positivos e pontos negativos também.

Não estou dizendo que não devemos tomar decisões, fazer escolhas. De forma alguma! Mas antes dessas escolhas, precisamos ser coerentes, sensatos. Questionar, analisar e escolher mediante uma identificação pessoal. E, mesmo depois da escolha tendo sido feita, precisamos ter senso crítico apurado e não aceitar tudo como verdade absoluta.

Acho que é isso o que mais falta nessa nossa sociedade - senso crítico racional (não essa mania que as pessoas têm de criticar só por prazer, sem embasamento algum).

Mas o criticar com conhecimento, com observação, sejam essas críticas positivas, ou negativas. Aprendamos a enxergar o bom e o ruim de todos os lados, aprendamos a ser coerentes, aprendamos a ser justos. 

Não se sintam forçados a escolher lados, nem forcem os outros a fazer isso também.

E quando essas escolhas tiverem sido feitas, tomem muito cuidado com os julgamentos e com as razões pelas quais escolheram. Procurem sempre pautar suas decisões mais no racional, do que nas paixões desenfreadas e ilusórias.

Sejam sensatos!

Escrito Por: Denise Consalter Grangeia

SP 01/12/2020

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!