Feminismo
19/11/2020 21:34 em CONHECIMENTO

Olá

Você sabe o que é Feminismo?

Se você pensou em mulheres peladas, urinando nas ruas, se unindo contra os homens etc…

Desculpe lhe informar, mas já pensou errado.

Vem aqui que eu vou te contar do que se trata o Feminismo.

Definição: Feminismo é um conjunto de movimentos políticos, sociais, ideologias e filosofias que têm como objetivo comum: direitos equânimes e uma vivência humana por meio do empoderamento feminino e da libertação de padrões patriarcais (pautados na dominação masculina). Sua principal caraterística é a luta pela igualdade de gêneros (homens e mulheres), e consequentemente pela participação da mulher na sociedade.

Ou seja, Feminismo é a União de Mulheres para adquirir, ou fazer valer os seus direitos na sociedade em que vivem. Já que vivemos numa mesma sociedade,juntamente com os homens, por que não temos os mesmos direitos? Por que não podemos expor nossos pensamentos, ou atuar em determinadas áreas?

Podemos sim! Somos inteligentes, temos capacidade e condições de atuar onde quisermos, seja na cultura, artes, economia, moda, ciência, política, forças armadas etc...

Se hoje você, mulher, pode votar, pode escolher com quem vai se casar, pode até mesmo pedir divórcio, pode escolher qual roupa vai usar (seja calça, saia, ou até o seu biquini na praia!), pode trabalhar fora e conquistar uma carreira profissional, dentre várias outras benesses, agradeça às Feministas. SIM!

Porque foram elas que conseguiram com seus esforços, levantar suas vozes e clamar por esses direitos. Foram elas que foram menosprezadas, achincalhadas, mas que resistiram bravamente e conseguiram assim, fazer com que os homens entendessem que nós também temos voz ativa e direitos na sociedade. 

Tome cuidado, não saia disseminando bobagens que você ouve por aí, sem o menor fundamento.

Ser Feminista não é odiar homens. Ser Feminista é um Ato de Amor. É dar voz a outras mulheres que não conseguem sair de onde estão, que não encontram sua felicidade e nem conseguem ter seus direitos respeitados.

Qualquer outra coisa que vocês vejam além disso, é apenas deturpação que o ser humano insiste em fazer em todas as áreas da vida.

Qualquer outra coisa além disso, é puro extremismo e ignorância. 

E essa luta Feminista ainda tem um caminho grande a percorrer.

Nós, mulheres, ainda sofremos muito com desrespeito, misoginia, estupros, relacionamentos abusivos, até mesmo em nosso ambiente de trabalho somos assediadas e julgadas incapazes para diversos cargos. Muitas de nós são exploradas em aspectos inimagináveis, e é por nós, por elas, que precisamos levantar nossas vozes e manter o Feminismo vivo todos os dias. É pelas nossas filhas que precisamos lutar para que tudo isso acabe e não tenhamos mais que nos preocupar com nossas pequenas crianças sofrendo abusos, nossas adolescentes sendo violentadas, nossas irmãs e amigas sendo espancadas e assassinadas. É por todas nós que precisamos nos unir, nos proteger e mostrar aos homens que não somos inferiores a eles, pelo contrário, somos inteligentes, amorosas, muito capazes de fazer o que quisermos fazer, somos os seres que têm o dom de gerar vidas dentro de nós e é, por essas e outras, que somos tão importantes para a sociedade. 

Se você quiser um pouco de inspiração, pesquise por nomes como:

- Hipátia de Alexandria (filósofa, matemática e astrônoma),

- Dandara dos Palmares (Lutou pela libertação dos Negros da escravidão),

- Maria Quitéria de Jesus (heroína das guerras pela Independência do Brasil),

- Nísia Floresta (educadora, escritora e poetisa),

- Ada Lovelace (matemática e primeira programadora da História),

- Marie Curie (cientista),

- Pagu (escritora, poeta, diretora de teatro, tradutora, desenhista e jornalista),

- Virginia Wolf (escritora),

- Simone de Beauvoir (escritora, intelectual, filósofa existencialista, ativista

política e teórica social Francesa),

- Katherine Johnson (Matemática – cujo trabalho ajudou a chegada do primeiro

homem à Lua),

- Coco Chanel (estilista),

- Bertha Lutz (Bióloga e líder do movimento pelo direito das mulheres ao voto no

Brasil),

- Leila Diniz (atriz),

- Rosie Marie Muraro (escritora, intelectual),

- Anita Garibaldi (Guerreira na Revolução Farroupilha), Etc…

Quem sabe conhecendo um pouco mais sobre a história, as lutas e as conquistas dessas e de tantas outras mulheres mundo afora, nós consigamos compreender melhor todo o caminho que já percorremos e o que ainda falta para conquistarmos o que merecemos.Assim, também, deixaremos de lado falácias que correm soltas por aí sobre o que representa essa luta.  

Conhecimento é poder! Informe-se, leia, aprenda e pare de assumir como verdades absolutas qualquer baboseira que te digam.  

Escrito Por: Denise Consalter Grangeia

SP 19/11/2020

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!